Caso Flávio: lutador confessa crime, mas polícia vê divergências em depoimentos

Segundo titular da Homicídios, Mayc Parede atribui a si morte do engenheiro Flávio.



Manaus – Ex-policial militar e lutador de MMA, Mayc Vinicius Parede confessou, em depoimento à polícia na tarde desta terça-feira (8), a autoria do homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos. A partir dos depoimento já colhidos entre seis suspeitos, a Polícia Civil identifica grande divergência em versões e mantém diligências acerca do crime.

“Ele confessou o crime. Atribui (a morte) a ele, mas o depoimento é cheio de divergências. Ele não consegue explicar várias coisas no seu depoimento”, afirmou o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs), Paulo Martins.

No dia do crime, último domingo (29), Mayc foi flagrado por câmeras de segurança entrando no condomínio de Alejandro Valeiko, filho da primeira-dama de Manaus. Era nesta casa em que Flávio e outros homens estavam reunidos após uma festa. O corpo de Flávio foi encontrado em um terreno baldio em um bairro vizinho ao condomínio.

Foto: Reprodução

Mayc aparece ao lado de Elizeu da Paz, Policial Militar. Minutos depois, ambos deixam o local e Mayc – desta vez – aparece sentado no banco de trás do veículo.

A polícia acredita que, neste momento, Mayc ajudava a retirar o corpo do engenheiro Flávio Rodrigues do condomínio onde Alejandro Valeiko mora. O lutador se apresentou à polícia na última sexta-feira (4).

“Ele divergiu bastante do policial militar que estava com ele no momento em que adentraram o condomínio. Nós vamos precisar ainda de várias diligências”, complementou o delegado Paulo Martins.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Você está atualmente off-line

Fechar